Porque existem ruturas?

 

Fraca previsão de vendas

Pode ser mais comum em produtos sazonais, com picos de vendas e alturas que são próprias para o seu consumo. O facto dos responsáveis pela marca ou produto não terem previsto o aumento da procura do produto (ou seja, um ajustamento na produção) irá ter um impacto nas vendas e na própria visibilidade do produto.

 

Fraca previsão de reposição de stock

Se o produto não está presente nas prateleiras no ponto de venda, torna-se bastante mais dificil de impactar os consumidores – cerca de 70% das decisões de compra são feitas junto aos lineares. Neste caso, o que acontece é que existem unidades disponiveis em armazém mas não existem no linear, no espaço junto aos consumidores, o que, mais uma vez, danifica a perspetiva futura de compra dos clientes.

 

 

O nível de inventário de armazém é curto

Este ponto está claramente associado à fraca previsão de vendas, mas numa ótica de logística – a marca pode ter unidades disponíveis para distribuir mas a falha aconteceu no ponto de venda. O distribuidor pode não ter previsto um aumento da procura e não existir stock disponível.

 

Erros na monitorização de stock

É comum vermos no site de uma loja a existência de unidades disponíveis de um determinado produto mas, ao efetuar o ato da compra, é-nos passada a informação que já não tem stock – ou por erro no sistema, duplicação de dados ou porque a unidade existente é a de exposição e, para já, não pode ser vendida. É um erro que mais uma vez, pode colocar em causa a credibilidade do sistema interno e a imagem da marca.

 

Confie nos especialistas de gestão do ponto de venda e aumente o nível de satisfação dos seus consumidores!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *