Como ser produtivo no trabalho?

O dia tem 24 horas e, por isso, é importante aproveitar ao máximo. Por vezes, chegamos ao fim do dia insatisfeitos pelo facto de não termos feito tudo o que pretendíamos. Porque é que isto acontece? Os motivos são variados, o foco em falhanços, má gestão de prioridades…enfim uma panóplia de possibilidades. Revê-se neste cenário? Não desespere! Estamos aqui para ajudar 

Como a vida não é só trabalho, é preciso conseguir obter o máximo de produtividade durante um dia de trabalho, a fim de se evitar as tais horas extraordinárias, sugerimos aqui 5 dicas:

1.Priorizar as tarefas

Uma boa dica para aumentar a produtividade é gerir a prioridade das tarefas. Para tal, pode-se dividir as tarefas em categorias: crítica, importante, mais tarde e mais cedo. A categoria crítica, tal como o próprio nome indica, é a mais urgente, ou seja, é tudo o que tem de ser feito hoje ou não se pode sair do trabalho. As tarefas importantes são aquelas que se têm de fazer nos próximos dias ou sofre-se uma consequência, como perder dinheiro, por exemplo, e ninguém gosta de perder dinheiro. As restantes tarefas, posteriormente, são categorizadas como a serem realizadas mais cedo ou mais tarde.

2. Reduzir as multi-tarefas

Estamos na era do multi-tasking mas, por vezes, fazer mais do que uma tarefa ao mesmo tempo  pode ser mais prejudicial do que benéfico. Estudos recentes demonstram que pessoas que tentam fazer duas ou mais tarefas em simultâneo acabam por se distrair e prejudicar o desempenho no trabalho, por isso, cuidado com as multi-tarefas. A melhor solução é terminar uma tarefa e siga para a outra!

3. Manter uma lista de tudo o que está em espera

Através de uma lista de tudo o que está em espera, asseguramo-nos de que nada importante nos irá escapar e assim não terá que se preocupar com as pessoas de quem está a depender e poderá focar-se nas suas tarefas.

4. Peça ajuda

A ajuda é algo que todos precisamos alguma vez na vida. A nível profissional, é essencial pedir ajuda, muitas vezes sentimos que não temos confiança suficiente ou, de certa forma, minimizados por estarmos a pedir ajuda aos colegas. É preciso ultrapassar estas barreiras, por isso esqueça essas ideias! Há tarefas que têm uma dimensão significativa e que são mais complexas, exigindo mais do que uma pessoa e, neste sentido, é importante trabalhar em equipa. Facilite a sua vida e peça ajuda!

5. Foque-se nos pontos positivos

Errar, todos erramos, mas não nos podemos focar única e exclusivamente nisso, é prejudicial ao nosso desempenho e afeta-nos ao nível da produtividade. Pode parecer algo simples, mas na verdade, ser mais positivo aumenta a produtividade. Foque-se em todas as vezes que contribuiu para a sua equipa de forma positiva, de certeza que são mais do que imagina. É simples, seja positivo, aumente o seu astral e a sua produtividade irá disparar!

O Vendedor na Era Digital

A revolução digital veio alterar o panorama geral dos negócios, nomeadamente, a forma como estes são conduzidos. Vários setores têm sido afetados pela nova era digital, e uma das áreas mais afetadas têm sido as vendas. O consumidor está cada vez mais informado e as vendas online estão em constante crescimento. Então qual é o papel do vendedor? Isto não significa que o vendedor vá desaparecer, este novo paradigma implica que haja uma adaptação ao novo ambiente por parte do vendedor.

 

 

Existem uma série de aspetos que o vendedor tem de ter em consideração, com vista a manter a sua competitividade.

Uma das questões mais relevantes a ter em consideração é a formação. A formação já era um fator bastante relevante, mas nesta era digital está a tornar-se imprescindível. O vendedor deve atualizar-se constantemente acerca das técnicas de venda e o contexto digital, procurando uma formação combinada e contínua, acrescentando, desta forma, valor para a empresa.

 

 

A era digital é caracterizada por ter apenas uma constante: a mudança! Neste sentido, é importante que o vendedor tenha em consideração a adaptação à mudança. Isto implica que o vendedor deve ser flexível e ter recursos para puder adaptar-se às novas tendências. O perfil do vendedor irá depender do mercado em que está operar e, nesse sentido, deverá adaptar-se às particularidades de cada produto, cliente e setor.

 

 

O vendedor deverá adotar uma filosofia Omnicanal, isto é, deve ser capaz de se defender e comunicar em todos os canais possíveis. O vendedor tem que estar preparado para ter pontos de contacto com o cliente em centros comerciais, no escritório ou até na esplanada. Além disso, tem que se adaptar a todos os canais de comunicação que a era digital proporciona seja e-mail, Skype, facebook, whastapp, entre outros.

 

 

As relações de parceria têm cada vez mais relevância na era digital. As técnicas de big data permitem uma segmentação mais detalhada do cliente, o que implica que haja um maior conhecimento acerca do mesmo. No entanto, a informação em si, não tem muito valor, a menos que o cliente receba atenção personalizada. Neste sentido, o vendedor deve ter a preocupação de tentar estabelecer uma boa relação com o cliente, criando empatia e, estabelecendo uma relação de parceria, que o diferenciará da concorrência.

 

 

A equipa tem muita importância no sucesso ou não do vendedor. Este deve ter uma relação bem fortalecida que tenha na sua base confiança. Ao ter uma boa relação com a sua equipa, o vendedor transmite a confiança base ao cliente de que as suas medidas irão ser apoiadas pelos restantes departamentos da empresa. O vendedor pode ser excelente, mas se a equipa por trás não funcionar dentro dos parâmetros de nada irá servir.

 

 

Os vendedores na exceder estão sempre em aprendizagem constante e têm uma preocupação acrescida em estarem permanentemente atualizados em relação às tendências na área.